A Sacerdotisa das Árvores

Mesmo quando minha memória se esfacela, minha consciência não silencia. Não sou religiosa, embora tal pergunta seja recorrente entre aqueles que me escutam falar de florestas. O que mais me aflige não é se Deus existe ou não. O que me atormenta é sentir dentro de mim o que fazem com as florestas verdes do mundo. Se pelo menos algum contingente humano mínimo compreendesse que estamos tod@s interligados a árvores verdes e que não foi a Floresta que iniciou a extinção da espécie humana; ah, aí sim, eu teria cantor@s-aliad@s. Poderia eu supor então que não haveria guerras ou quaisquer outras formas de disputas ilusórias, estúpidas e imaginárias orquestradas por mentes humanas doentias e surdas, mas acatadas e tidas como reais por 99% da população que se auto-extingue. Santa Música das Esferas que está à nossa disposição! Quando se aproxima o apagar das luzes de palco de uma vida mundana, todos se percebem diante da imensidão de uma conexão que sempre existiu: somos humanos enquanto árvores. Quando a floresta queima, tod@s queimamos. Quando ela chora, você e eu choramos. Quando ela é extinta; ora bola, não seja incoerente; termina logo esse pensamento linear: quando a floresta é extinta, você e eu somos… Mesmo quando minha memória se esfacela, minha consciência não silencia: eu e você somos verdes. Aquilo que me atormenta deixo claro em meus escritos: quando foi na história das Teias que optamos pela surdez em relação à Música das Esferas? Convido tod@s a escutarmos o Cantar das Árvores junt@s. No livro Planeta Fantástico volume 2 lançado em 2020 pela Editora Metamorfose organizado pelo escritor gaúcho Duda Falcão meu conto Ser Humano Rumo a Si Mesmo. Vamos debater?

Prefácio

Qual prefácio de livro chamou pela primeira vez sua atenção para o fato que a palavra SIMULTANEA (MENTE) quer dizer ” o tempo é uma mentira”? Ora bolas, peço perdão aos preciosistas de longa data, para esses ofereço minha verve mais ácida: simultaneamente significa ao mesmo tempo. Ok! Perdão aos não-adeptos dos neologismos. Eu amo anagramas. Acho uma pen serem classificados como jogos e diversões. Nossa língua tem capacidade musical suficiente (para sempre) ampliar fronteiras. Mas, não sei o porquê …”aqui no Brasil não há lexigramas… meu ouvido acha isso um absurdo! Meu ouvido é tipo ozumbigo de alguns: fica ofendido quando não é respeitado! Simultaneamente significa “na velocidade da luz” e significa “sem demandar tempo”. O tempo é uma mentira. Precisamos nos des-encantar de um feitiço de longa data cantado e flautiado tipo “o flautista de Hamelin”. O tempo é uma mentira nos remete a uma nota musical medida em angstrom por segundo. Eu te desafio a construir uma máquina de captação de ondas chamada Eidofone. Imaginar e dispor são faixas musicais diferentes. Certas palavras de cor vermelha tem um respectivo acorde musical em clave de dó maior. As figuras de Chladini podem ser uma boa piscada de olho. Já imaginou colocar a palavra SIMULTANEA (MENTE) numa Chladini? Lembre-se: imaginar e dispor são acordes diferentes. Até a próxima!

Planeta Volcano

Quando tivermos assimilado a frequência sonora correta que Mannitous disponibiliza, poderemos adentrar no poder de muda grandeza, de mudo silêncio, de muda existência. O silêncio do Cosmos dança em oitava spin magnética negativa com a Música das Esferas. Toda tribo indígena proíbe que um povo em guerra adentre em solo sagrado. As frequências desarmônicas e as dissonantes emitidas desestabilizam a terceira hélice do DNA. As formações rochosas de Volcano são avermelhadas e em nada lembram o solo de Marte. As violentas tempestades ou trovoadas elétricas que ocorrem no alto das montanhas de Volcano nunca me amedrontaram. O trovão e o raio parecem evocar em mim alguma espécie “profundo-misterioso”. Desculpa pela indelicadeza das aspas, mas preciso propor esse neologismo: profundo-misterioso. Quando sonho com Volcano, principalmente durante a noite da terceira Lua Minguante, essa força parece que desperta em mim uma rede eletromagnética que também identifico nas florestas de louro-pardo. Precisamos urgente replantar essa árvore! Ela desperta nos meus sonhos uma força magnética há muito possuída, mas depois perdida. Há muitos éons perdida. Mannitous! Volcano pertence a um Sistema Bissolar. Gosto de especular que Volcano será avistada primeiro que Pan-Hórus pelos nossos cientistas. Eu acho que até 2040 Volcano terá sido avistada! Vamos apostar?

As mulheres na Antiguidade Clássica

FREDERICO MORIARTY (Blog Pipocando La Pelota) – A cidade-estado de Eraclea estava protegida das invasões persas por imensos muros. Mas naquela manhã de 475 a.C., os habitantes viram um cortejo diferente: uma bela mulher vestida de guerreira, com vestais dançando à sua volta, caminhava em direção ao oráculo das deusas. Atrás dela havia uma imensa urna, um baú dourado…

As mulheres na Antiguidade Clássica

CANTIGA PARA NÃO MORRER – FERREIRA GULLAR

Quando você for se embora,moça branca como a neve,me leve. Se acaso você não possame carregar pela mão,menina branca de neve,me leve no coração. Se no coração não possapor acaso me levar,moça de sonho e de neve,me leve no seu lembrar. E se aí também não possapor tanta coisa que levejá viva em seu pensamento,menina […]

CANTIGA PARA NÃO MORRER – FERREIRA GULLAR

Planeta Pan-Horus

Eu acredito que o primeiro planeta que será descoberto será Volcano. A deusa manca do trovão é um planeta com energia feminina. Logo em seguida, os cientistas irão avistar Pan-Horus. É o planeta que trará aos humanos a compreensão final sobre o agora-eterno; nisso incluindo a compreensão sobre o que é a gravidade, no plano real e seu controle na realidade. Evidentemente, algumas correntes filosóficas que estudam a Música das Esferas há mais tempo que nós, brasileiros, acreditam que primeiro aparecerá Pan-Horus e depois Volcano. Como forte advogada do diabo e fiel amante do livre- arbítrio posso especular que primeiro aparecerá Volcano. Sei lá! Prometo perder com elegância, mas meus registros sobre ausculta de floresta mostram uma mudança no padrão musical das árvores verdes há oito anos, tempo tripartido, já. Sei que Urano ainda não está disponível para nós da Terra. Então, deduzo que seja Volcano anunciando sua chegada! Com a Nova Estrela Júpiter foi diferente. Até porque Júpiter é Estrela e Volcano um “Novo” Planeta. O que as árvores ressonam é a Música das Esferas. Não a Música das Estrelas. A Caixa de Pandora foi aberta. Somente os lexigramas certos nos permitirão penetrar nesses mistérios. É no Brasil que será registrado a Música de Volcano. Ou a Música de Pan-Hórus? Lexigrame-se!

Quarta Dimensão do Tempo

O tempo do relógio cria emaranhados na teia da vida. Na quarta dimensão do tempo, onde as fatias passado,presente,futuro se unem em um tempo chamado agora-eterno ressona a Música das Esferas. É de lá que vamos decodificar o alfabeto de comunicação sonoro-musical que nos colocará em contato com outras humanidades, principalmente extra planetárias. Eistein chegou bem perto dessa decodificação. Mas, até a Teoria da Relatividade deixou alguns véus que escondem a verdade total. Não por exercício hermético,mas porque inclusive a mente humana mais expandida apresenta limites. A Era do Gelo começou quando nossa Terra tombou sobre seu próprio eixo. Anterior a isso, a explosão do Sol e a Batalha do Mar de Penhascos. Apenas a explosão do Sol não foi consequência negativa que envolva humanos. Esse tipo de cataclisma não vai mais ocorrer. Mas, hoje as questões nucleares e bioquímicas estão contaminando a teia da vida com carbono-tetravalente em excesso. Ativar os LEXIGRAMAS nas palavras-chave é uma das atitudes exigidas para o momento. Aos poucos mais pessoas que têm acesso às páginas do Livro do Navio vão construir com suas releituras. Todas são necessárias e urgentes. Até a próxima!

Força da Gravidade

Triste ter que te dizer isso, mas o processo de envelhecimento é a etapa final da programação de mortalidade. Você constata isso em toda parte- na reencarnação das Árvores, nos amigos mais velhos que você enxerga envelhecer e morrer… O inimigo que provoca tudo isso é a gravidade. Devo esclarecer que existem duas forças de gravidade no éter. Uma é a física, resquício geológico da explosão do outro Sol, após a Batalha do Mar de Penhascos. Fato único na história de todas as teias da vida: uma explosão solar após uma batalha de forças e consequências siderais. Quando o eixo de rotação do planeta Terra inclinou, houve a migração das águas de todos os mundos. Massas de água de muitas milhares de toneladas migraram e nosso globo iniciou seu giro, como uma bola de tênis arremessada. Girando, o núcleo eletromagnético do orbe, houve a geração instantânea de um campo de forças denso. Ao iniciar o giro, a gravidade física iniciou assim como a noite da matéria( campo de forças denso) e o tempo linear como Senhor Absoluto, para toda Aracnis1. Naturalmente, tudo isto é simbolismo. É nisto que reside a beleza de toda poesia. A explosão do outro Sol provocou a mutação genética de todas as árvores, plantas, humanos, animais e dinossauros; entre outras espécies de vida por hora incompreensíveis dentro da nossa atual percepção de tempo de viver. A gravidade física existe sim e ainda bem! Só com ela podemos garantir que todos os órgãos que recheiam meu corpo continuem no mesmo lugar, enquanto eu pulo corda! Dizem que os seres santos são capazes de levitar após inúmeras horas de treinamento, ano após ano. O que é a levitação que não a prova final que a intensão reverteu a força de gravitação? A força de campo densa nunca foi admitida, ela está sendo usada há éons sem nenhum domínio. A ilusão da morte e o envelhecimento, a saturação com carbono tetravalente de uma teia inteira e tantos outros desequilíbrios ecológicos sucumbiram uma hélice inteira de DNA de toda Aracnis1! Toda magia funciona nos dois sentidos: palavras podem abençoar ou amaldiçoar assim como fogo pode ser fiel amigo ou mestre cruel. Não admitirmos o campo denso é como vivermos uma vida inteira com uma varinha de condão empoeirada guardada pra sempre dentro de um baú carcomido. Um desperdício! Morrer é um desperdício ecológico! As estranhas flores de Urano vão desabrochar. Júpiter, a Nova Estrela veio para esculhambar de vez o Linear Tempo Absoluto. A gravidade física e a Gravidade Mental ou campo denso de forças estão hoje sobrepostos. Nossa etapa humana exige a construção de um captador de campo de forças denso que existem no entorno das florestas verdes do mundo. Um Eidofone vai possibilitar a audição da Música das Esferas através do ressonar das árvores. “Como a espiral é usada para transformar ondas de rádio em impulsos elétricos, evidente(mente) existe a capacidade de se mover de um nível para outro – ou de uma dimensão para outra” por Lynn Margulis. Serendipity! Esse aparelho será construído no Brasil até o ano de 2080. A ecologia de uma teia da vida inteira está sendo afinada. A harmonia sideral estará a disposição da espécie humana logo,logo. Até a próxima!

Mannitous

A simples crença na morte é suficiente para matá-l@, mesmo sem doença, acidente ou acaso. Desconsidere tudo isso. Mesmo assim, ficará aquilo que todos os médicos chamam de velhice, “morreu de parada cardio-respiratória devido a idade avançada”. Você acredita que deve morrer. Sério mesmo que você acredita nisso? Pois bem! Eu não! Mas te perdôo. Eu entendo toda morte como um suicídio. Toda religião é especulação e peço perdão às pessoas que sentem fé. Eu simplesmente acho que qualquer tentativa de nomear, categorizar e caracterizar o divino é mera especulação. Toda religião descreve a morte. Então, ela existe! Todos os animais e plantas que o ser humano se ilude que vê morrer são parte de um holograma. Somos dramáticos mesmo, quando o assunto é a morte e a linearização da percepção do tempo como sendo o Tempo Absoluto aumenta o drama. Seu corpo é uma espaçonave incrível. Existe em tod@ human@ uma sensação de conto de fadas. Existe em nós tod@s. Por que, hein? Estamos aqui na Terra agora com o seguinte tema de casa: experimentar os cinco deliciosos sentidos do corpo; a saber: paladar, tato, visão, olfato e audição. O olfato é nosso primeiro acesso ao mundo da carne. Ele nos liga ao sexto sentido. Mas, é a audição que nos possibilita viajar pelo Cosmos no Tempo Eterno. Sinto que tudo que escrevi abre uma Caixa de Pandora de perguntas e muitas outras virão. Fique com o seguinte tema de casa: Existe a possibilidade de inventarmos um aparelho capaz de captar a Música das Esferas que as árvores cantantes ( todas as verdes) emitem? Não precisamos mais morrer. Nem fazer uma teia inteira sobrecarregar com carbono morto. Você é delicios@, mas esqueceu. Achou que seu corpo era uma “prisão de carne”. Liberdade é vida e não-linearidade. Toda forma de opressão se baseia nesse erro de tradução das Páginas do Livro do Navio. Não estamos pres@s. Mannitous! Serendipity! Vamos abrir as portas do imaginário simbólico para esses dois neologismos. São palavras excelentes e que tem uma acústica de sucesso, boas-vindas, plantação de girassóis e Champagnat ao entardecer. Falei Champagnat mesmo. Não falei espumante. Nenhuma forma de vida é pobre. Somos exuberantes. Somos riquíssim@s. Somos sinérgicos. Sendo assim, até a energia da Lua vai começar a desintoxicar seu cérebro carbono-dependente. É um desperdício Ecológico morrer. Mas, já nos acostumamos a mais do mesmo e morrer se tornou inevitável.

Palavras

O reconhecimento básico da vida pode ser obtido pela observação das palavras, mas não pela leitura superficial de todos os livros e escritos gerados até o instante eterno que pela primeira vez seu sexto sentido dorminhocando teve seu primeiro insight…quando você observou pela primeira vez uma palavra desabrochando de outra? Os relâmpagos da genialidade ocorrem no silêncio que anuncia o espaço literário existente entre uma e outra letras. Quando você ficar expertise nesse jogo de floreio de palavras entrelaçadas, estará apt@ para galgar o próximo passo e aprender a grande importância do som em relação a harmonia e sincronicidade do Universo. Isso apreendido, há de ter o próximo desafio. E esse nada mais é que aprender o enigma do mistério do som da palavra em si. Capaz de decifrar charadas e paradoxos; mas também capaz de infligir dor e tumulto no éter. De onde vieram essas entidades vivas chamadas palavras? Hoje elas pesam com o excesso de carbono tetravalente acumulado. A Música das Esferas, Mannitous, Serendipity e muitas mais. Necessárias e urgentes para a desintoxicação da Teia da Vida, Aracnis1.

Crie seu site com o WordPress.com
Comece agora